O Mundo Lúdico de Samine
Pesquisa personalizada
  DEFAULT | BLOG DO SAMINE | TWITTER DE SAMINE |
Viúva de Sarepta
Publicado por Samine em 24/06/2010
Assunto: Catolicidade

             Li muitos artigos na Internet vinculando a narrativa bíblica que envolve o Profeta Elias e a viúva de Sarepta (I Reis 17:9) à prosperidade que deve se processar após o pagamento do dízimo. No mínimo à manutenção do pouco que se possui, neste caso “um resto de farinha e azeite”. Não vou neste artigo entrar no mérito do pagamento do dízimo, ou não. Se assim procedesse, estaria obrigado a ser extremamente extenso tecendo comentários sobre a Velha e a Nova Aliança, o que diferencia Crença e Fé, dízimo que se paga com dinheiro ou com a alma, escolha entre coroa de ouro ou de espinho e o estar submetido à Lei ou à Graça. Neste caso específico, por se tratar de uma viúva, estaria obrigado ainda a ampliar meu texto analisando determinadas passagens bíblicas - (Lucas 7,12), (Mateus 23,14), (Marcos 12,40) - para citar apenas algumas em que Jesus demonstrava profunda piedade e compaixão pela viuvez. Não poderia ser diferente considerando-se as dificuldades de sobrevivência que cercavam a vida de uma mulher atingida pela viuvez numa sociedade extremamente paternalista como era a sociedade da época. Voltemos a Elias e a Viúva de Sarepta.

            É um episódio que não pode ser usado para justificar o pagamento de dízimos. Aliás, dízimo pago em dinheiro, nada o justifica na Nova Aliança. Senão vejamos:

            Em verdade vos digo: muitas viúvas havia em Israel, no tempo de Elias, quando se fechou o céu por três anos e meio e houve grande fome por toda a terra; mas a nenhuma delas foi mandado Elias, senão a uma viúva em Sarepta, na Sidônia (Lucas 4,26). “eis que eu ordenei ali a uma mulher viúva que te sustente”. (I Reis 17:9). Elias não estava ali para dar, mas sim para receber. A ação da viúva de sustentar Elias se deu por obediência a uma ordem direta de Deus – “ordenei ali a uma mulher viúva”. Não foi Elias que disse à mulher que o sustentasse. Foi o próprio Deus. E por que apenas a ela Elias foi mandado? Será que a questão do merecimento, tão contestada por muitas denominações cristãs, não precisaria ser corretamente avaliada? Porque apenas a esta viúva Elias foi mandado?

            Poderíamos estender estas indagações. Porque Raquel? Porque especialmente esta viúva em Sarepta? Enfim, por que Maria? É extremamente complicado tentar explicar a questão do merecimento quando o nascimento no mundo da manifestação é confundido com o da criação. A síntese – e ela existe – entre criação e evolução nunca se processará em consciências que separam a unidade em lados irreconciliáveis. A palavra bíblica jamais se completará em consciências que não conseguem compreender o porquê da morte do Cristo entre o “bom ladrão” e o “mau ladrão”. O mesmo pode se dizer dos que não são capazes de compreender que existe uma síntese entre a Velha e a Nova Aliança, entre o Velho e o Novo Testamento e dízimos pagos com dinheiro ou com a verdadeira caridade. Talvez o dízimo que deve ser pago na Nova Aliança seja encontrado nos versículos abaixo:


           
“Então o Rei dirá aos que estão à direita: - Vinde, benditos de meu Pai, tomai posse do Reino que vos está preparado desde a criação do mundo, porque tive fome e me destes de comer; tive sede e me destes de beber; era peregrino e me acolhestes; nu e me vestistes; enfermo e me visitastes; estava na prisão e viestes a mim”. - (Mateus, 25 - 34,36)

21 de janeiro de 2017.
Artigos Sobre:
Catolicidade
Chapada dos Veadeiros
Hermetismo Cristão
Nova Era
Profecias
Assuntos Gerais

Últimos Artigos
Eu DEUS?

As Torres se multiplicam

Tentações Serpentinas

Seduções Serpentinas

Viúva de Sarepta

Criador e Criatura

Depende de cada um...

Alimentando a saúde e a vida.

O pouco com Deus é muito.

O poder da Fé?

Acalmando as tempestades pessoais

Asfixia Espiritual

Quando os salvadores precisam ser salvos

O Segredo Real

A fronteira da fé.

Vinde e vede

Centros de Gravitação Cósmica


cigano.net: Cigano.net | Horóscopo | Hotéis e Pousadas | Tarot

© Copyright 2001 - Todos os Direitos Reservados